Ipameri recebe sorteio da Mega-Sena

Eu poderia falar das milhares de cabeças de gado. Também poderia falar dos 167 milhões litros de leite anuais. Mas não: hoje o Blog da Mega-Sena vai explorar a exuberância cultural da cidade goiana de Ipameri, que recebe o Caminhão da Sorte. Uma dose de arte no meio de tantas cifras.

A bela Ipameri é uma pequena cidade de pouco mais de 20 mil habitantes. Sua história começa com o progresso trazido pela estrada de ferro e pelos mineiros das gerais. Mas põe mais carvão nessa caldeira, que o negócio é puro vapor!

Belas-Artes

O que pode querer mais uma cidade que possui a magia de Graça Estrela? Ora, quer o talento e a sensibilidade de Iraci Roquette. Já basta, né? Não, pode ter ainda a incrível Neusa Garcia.

Mas quadro é pra ver, não é pra falar.

o movimento ornitológico de Graça Estrela

a influência da bovinocultura no pincel de Iraci Roquetti

o talento das mãos de Neusa Garcia

As Letras

Além de produzir muitos bois, Ipameri também produz muitos poetas. Aí vão dois expoentes dos versos: o primeiro, Lupércio Mundim; a segunda, Pillar Rios.

A Varanda

Sentado na varanda
vejo Ipameri passar,
a vida é uma ciranda
que o tempo faz rodar.

Logo volto ao passado
à “minha” rua de terra,
lá queria ter ficado
pois um anjo nunca erra…

Passei voando pelo presente
deparei-me com o futuro,
a varanda estava diferente
mas era o mesmo menino, juro!

Heleno Costa
(Pseudônimo de Lupércio)

Busca

Meu olhar não alcança o infinito…
Não vejo o passado, não diviso o futuro
Os horizontes do meu presente são obscuros
Nos meus sonhos não há memórias
São sonhos sem histórias.

Não tenho lembranças…
Eu sou sombra errante
Guiada pela luz da incerteza
Como calar o sentido?
Como sufocar a vontade de ser? De saber?

Os anjos que em outro mundo conheci…
Continuam sem voz
Como mudos eram no silêncio de outrora
Eu, que não sei quem sou
Apenas vago e choro.

A música

Quem acha que Goiás só produz seresteiros e duplas sertanejas está muito enganado. Ipameri é terra da mezzo-soprano Sonia Genú. Segundo o ipameri.org, “Sonia Genu é de família ipamerina e passou bons momentos de sua infância e juventude em nossa querida cidade. Formou-se em piano e voz pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e em 1986 apresentou-se pela primeira vez com a ópera Nozze di Figaro, de Mozart. Descrita pelos críticos como uma das mais expressivas vocalistas de seu tempo, Sonia já apresentou-se em diversos teatros e salas de concertos importantes do mundo, em rádios e televisões e já gravou várias músicas. Sonia vive na Holanda, de onde divulga para a Europa e o mundo a música clássica brasileira”.

Bom, meus caros, era isso. Afinal, se tem uma coisa melhor do que ser rico é ser rico com cultura.

Tags: , , , , , , , , ,

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: